segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Anjos


Tanto o Antigo quanto o Novo Testamento estão cheios de histórias que citam Anjos. Eles sempre se apresentam para trazer uma mensagem de Deus, para dar uma boa-nova e esperança aos que sofrem. Não importa o teor da história, os Anjos estão sempre lá, nos orientando, nos dando forças ou até nos testando, como é o caso do Anjo mau, conhecido como Lúcifer, que depois virou Satanás.



                                                A LENDA DOS ANJOS 
Conta uma antiga lenda judaica que, desde antes da criação do universo, todas as almas são guardadas sob o trono de Deus e onde ficam, esperando o momento do nascimento. Ao ser concebida uma criança, Deus convoca um anjo para acompanhar essa alma até o útero da mãe. A partir de então, em períodos determinados do dia, esse Anjo vai ter com essa alma e, durante todo o período da gravidez, ele vai revelando a ela todos os mistérios e todos os conhecimentos do universo, bem como o caminho de volta para o Criador.
No instante do nascimento, no entanto, esse Anjo toca a criança com sua asa e ela esquece tudo que aprendeu durante o período de gestação. A vida que ela tem pela frente é uma caminhada para resgatar os conhecimentos e os mistérios que lhe foram ensinados pelo Anjo e, ao mesmo tempo, um caminho de volta para Deus.
Como o caminho de ida foi feito com a alma sendo conduzida pelo Anjo, o caminho de volta apenas se fará com a ajuda do mesmo Anjo. O caminho de volta, portanto, passa pela necessidade de encontrar o Anjo certo, o seu Anjo, aquele que vai guiar seus passos nesse caminho de volta.
Setenta e dois Anjos se prestam a esse trabalho, chefiados por nove príncipes. Encontrando o seu Anjo Mensageiro, você terá encontrado o caminho do conhecimento e o caminho de volta para Deus.
 Anjos Mensageiros
A denominação de Anjos Mensageiros acabou se impondo pelo uso e permanecendo, pois o significado de Anjo é mensageiro ou enviado. A palavra vem do latim, angelus, do grego ángelos, traduzindo o termo hebraico mal’ak.
Quando nos referimos a um Anjo, não estamos tratando de um mensageiro comum e isso fica bem evidente na tradução latina da Bíblica, chamada de Vulgata. Quando se refere a um mensageiro comum, é usado o termo nuntios. Quando se refere a um mensageiro celeste, o termo empregado é angelus.
Fica claro, portanto, a natureza celestial e o papel que desempenham, intermediando o Criador e os homens. Interessante observar também que em diversas outras culturas e sistemas religiosos, há menções a esses seres espirituais que nós chamamos de Anjos.
Seu trabalho é incansável. A cada momento, marcam sua presença na Terra, prestando ajuda, socorrendo, levando e trazendo mensagens divinas, num vaivém que nossos olhos e ouvidos não captam, a menos que estejamos em perfeita sintonia com eles.
É essa sintonia, outrora familiar e até comum, que se pretende resgatar. O encontro diário, no horário específico e a prática da conversa com o Anjo, com certeza irão fazer abrir esse importante canal de comunicação entre o homem e a divindade.
Exercite-o!

Eu acredito em anjos

 Esse selo abaixo eu ganhei,

http://anovacela.blogspot.com/2009/11/blog-perfeitinho.html
  Bleeding_Angel,obrigada
bjinhusssss

4 comentários:

camila disse...

muito bom esse texto,amei muito interessante ... bjinhus :D

Bleeding_Angel disse...

Eu tenho verdadeiro fascinio por anjos! Sempre tive.
Eles detonam ao msm tempo forca e pureza.
bjos

Luciana Klopper disse...

Muito se fala de anjo essa semana na blogosfera..lindo

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Vamos sortear 10 convites para o novo orkut.


Inscreva-se!



Obs: Válido somente para quem vai participar da blogagem coletiva



-