quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Um minuto de lucidez



 Há momentos em nossas vidas em que temos um click e podemos ir do céu ao inferno em um piscar de olhos e vice-versa. Isso ocorre não apenas uma, mas varias vezes durante nossas vidas, porém estamos tão envolvidos em nossas vidas e com aqueles que nos rodeiam que não nos damos conta desses pequenos tilintares que temos. Acreditamos apenas que a maré mudou que o vento esta soprando em outra direção, mas não nos damos conta, que algo se transformou e que a vida tomou outro rumo, não aquele outrora traçado.
É o que chamamos de livre arbítrio.
O poder que temos de fazer nossas escolhas é o mesmo poder que determina nossas vidas e isso ocorre a todo o momento. Quando decidimos, trocar de carro, comprar uma casa,fazer uma viagem, mudar de emprego, ter um filho, a faculdade a ser cursada e as pessoas que iremos amar.
Apesar de acreditarmos que não escolhemos aqueles que amamos, acreditem estamos errados.
Pois de certa forma, escolhemos, mesmo quando já estamos pré-destinados a eles.
Por exemplo, quando nascemos, viemos ao mundo por que duas pessoas rumaram
a isso, porém isso não significa que irão nos amar e nós a eles. Neste caso o amor brota de forma natural e espontânea, amor este, que se tornará incondicional e se estenderá aos nossos irmãos, avós, tios, tias, primos, sobrinhos e por ai a fora. É claro que esta imposição chamada família, nos vem pronta, em uma bandeja dourada, recheada de amor, carinho e ternura...
Mas ao longo de nossas vidas muitas pessoas irão entrar e sair de nossas vidas, contra ou por nossa vontade, assim como teremos aquelas que irão permanecer, mesmo que distantes, mas que estarão presentes em nossos corações e os chamaremos de amigos, irmãos do peito e a estes sim, amamos por escolha, por afinidades, por carisma e bem querer.
E há aqueles que farão nossos corações baterem mais forte, as pernas tremerem e nossa respiração parar por alguns instantes, irão tornar nossas vidas mais bela, mais graciosa e alegre, estes serão nossos amores, paixões e mesmo que por algum momento, razão de nosso viver...
Sendo assim, não há como negar, o ser humano nasce, para amar, independente de escolha, nascemos do amor para o amor.
Por isso ao longo da vida homens e mulheres vivem uma constante busca pelo amor e muitas serão às vezes em que acreditaremos ter encontrado nossa alma gêmea, aquele ser, que irá nos completar. Mas também existem aqueles que jamais irão encontrar, assim como há aqueles que acreditam ter encontrado e por fim descobrem ter sido um engano e com isso se frustram, se amarguram.
Mas por ironia do destino, existem acasos ainda mais tristes e complicados, de seres que vivem uma constante busca de seu verdadeiro amor, mas que já os tiveram em seus braços e que por algum motivo, atitude ou decisão os deixaram escapar e ai passam a vida a procura daquilo que já tiveram, mas que porém, não o puderam reconhecer. Certa vez um amigo me disse: “Você quer a família perfeita, os filhos perfeitos, com os quais viverá feliz para sempre”... Eu me perguntei que mal há nisso?
Não há mal nenhum. Quando se vive na ficção, pois na vida real a vida perfeita, também possui suas imperfeições...
Aquilo que pode parecer perfeito aos olhos de uns, para outros pode parecer pura imperfeição... Por isso acredito que devemos prestar atenção nestes sinais que recebemos ao longo de nossas vidas, pois ao fazermos uso de nosso livre arbítrio, podemos tomar decisões que podem nos levar as escolhas certas, mas também podemos cometer erros. E as decisões que tomamos podem mudar o rumo de nossa história e até mesmo reescrever uma nova.
Parece difícil ver a vida desta forma, mas de fato não é, precisamos apenas de tempo para juntar as peças e verificar que as escolhas que fazemos determinam à vida que teremos e os rumos que ela irá tomar...

Bjosss aos meus queridos amigos e seguidores!!!Amo isso aqui!!!

2 comentários:

Luciana Klopper disse...

Querida que postagem linda e sincera, te amo muito e esse seu cantinho também!

Marcos Andrade disse...

Olá, querida, tem um selo pra vc lá no meu blog - tá? Passa lá pra pegar!

Bjs!