segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Namoro é sinônimo de cobrança?

 
A nova geração prega liberdade, mas acaba tendo visões unilaterais. Assim, como só deseja a cereja do bolo tribal, enxerga somente o lado negativo das relações mais sólidas. Desconhece a delícia de assistir a um filme debaixo das cobertas num dia chuvoso comendo pipoca com chocolate quente, o prazer de dormir junto abraçado, roçando os pés sob as cobertas, e a troca de cumplicidade, carinho e amor.
Namorar é algo que vai muito além das cobranças. É cuidar do outro e ser cuidado por ele, é telefonar só para dizer boa noite, ter uma boa companhia para ir ao cinema de mãos dadas, transar por amor, ter alguém para fazer e receber cafuné, um colo para chorar, uma mão para enxugar lágrimas, enfim, é ter alguém para amar.
Já dizia o poeta que amar se aprende amando. Assim, podemos aprender a amar nos relacionando. Trocando experiências, afetos, conflitos e sensações. Não precisamos amar sob os conceitos que nos foram
passados. Somos livres para optarmos.
E ser livre não é beijar na boca e não ser de ninguém. É ter coragem, ser autêntico
e se permitir viver um sentimento... É arriscar, pagar para ver e correr atrás da tão sonhada felicidade. É doar e receber, é estar disponível de alma, para que as
surpresas da vida possam aparecer. É compartilhar momentos de alegria e buscar tirar proveito até mesmo das coisas ruins. Ser de todo mundo, não ser de ninguém,
é o mesmo que não ter ninguém também... É não ser livre para trocar e crescer... É estar fadado ao fracasso emocional e à tão temida SOLIDÃO... Seres humanos são anjos de uma asa só, para voar têm que se unir ao outro" é isso ai !!!bjos aos visitantes e blogueiros amigos
 

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Quero ter força...


Para suportar a ansiedade inexplicável de um coração desamparado...
Que bate desritmado por aflição, hora acelerado, hora quase parado.
Para acostumar-se com um embrulho gelado e vazio no estomago, que já não sente fome...
Para manter-me calma em momentos solitários, não deixando que se instale a melancolia...
Virando refém dos meus pensamentos e deixando que os mesmos escoam minha alegria.
Para entender que as atitudes das pessoas se alteram pelo tempo e a distancia...
E que não devo me decepcionar, pois elas tendem a conservar sua natureza e essência.
Para aplacar medos e sufocar temores que tentam me levar contra a vontade, a um lugar...
Onde não quero ir, longe de tudo aquilo que sempre quis...
Para que minhas lembranças inundem minha mente e façam dela um porto seguro...
E que eu consiga seguir esta solitária jornada buscando força em anseios futuros.
Para fazer desta situação um prova, uma base de estrutura para um grande amor...
Sabendo que toda vez que se derruba uma barreira, aprende-se como é possível derrubar uma ainda maior.
Para agüentar o peso de uma saudade esmagadora, que dói no peito e confunde todo meu ser. Moldando o tempo á sua trivial vontade, esticando meus dias e multiplicando minhas horas em uma imensurável espera. Onde um coração aguarda por um tempo que não pode contar a uma distancia que não pode medir...


Queridos migos descupem minha ausencia é que tenho dificuldades as vezes de dizer o que sinto,
e como estou,mas hoje consegui escrever algumas coisas talvez sem sentido mas estavam dentro de mim!
Bjos e fiquem c/ Deus